Dicionário Aegis de Design

(Apresentando 24 verbetes e 4 movimentos)

JACOBS, Carl
(Carl Jacobs)

 
  ÍCONE DO MOVIMENTO:
  REFERÊNCIAS DO CURSO:
  1. Jocelyn Barbara Hepworth

  2. George Nelson

SCHWITTERS, Kurt
(Kurt Hermann Schwitters)

 
 CRONOLOGIA: 
  • 1887 - Nasce em Hanover, Alemanha.

  • 1908 - Ingressa na Escola de Artes Aplicadas de Hanover, onde estuda por um ano.

  • 1909 - Ingresssa na Kunstakademie em Dresden, onde estuda até 1914, ao lado artistas como Otto Dix e George Grosz.

  • 1915 - Casa-se com Helma Fischer, sua prima em segundo grau.

  • 1917 - Entra em contato com o grupo da revista Der Sturm, (que conciliava as várias tendências de vanguarda da época), depois de realizar uma exposição, juntamente com Paul Klee, na galeria Der Sturm, em Berlim.

  • 1919 - Seu poema An Anna Blume é publicado na revista Der Sturm.

  • 1920 - Conhece Hans Arp, que o apresenta a um novo método de colagem. No mesmo ano, participa de uma série de palestras junto com Raoul Hausmann na (então) Tchecoslováquia.

  • 1923 - Começa a trabalhar no seu mais impressionante projeto, a vasta construção escultural Merzbau, jamais concluída.

  • 1924 - Funda a agência de propaganda e design Merz-Werbezentrale, em Hannover.

  • 1927 - Junta-se a Friedrich Vordemberge-Gildewart para formar o grupo Die Abstrakten Hannover.

  • 1932 - É publicada a última edição da revista Merz, criada por Kurt Schwitters em 1923.

  • 1937 - Suas obras são selecionadas para a Entartete Kunst, e Schwitters é taxado de “artista degenerado” pelos nazistas. No mesmo ano, muda-se para Oslo, na Noruega.

  • 1940 - Vai para a Inglaterra, após invasão das tropas alemãs ao território norueguês.

  • 1944 - Sofre de um derrame que deixa um lado de seu corpo temporariamente paralisado. No mesmo ano, é realizada a primeira exposição individual de sua obra na Modern Art Gallery em Londres.

  • 1948 - Morre aos 60 anos, em Kendal, Inglaterra.

Futurismo
(Futurismo)

ORIGEM: Itália
 Tratava-se inicialmente de um movimento literário italiano que pretendia transmitir o dinamismo da moderna cidade industrial. Ganhou força em outras áreas por abraçar o progresso tecnológico e celebrar o potencial da idade moderna. Apresentava formas dinâmicas e abstratas, além de quebrar com as regras tradicionais de layout. Simpatizava com características como a velocidade, barulho, ambiente urbano e máquinas. Durou de 1909 até 1944.

SAINTENOY, Paul
(Paul Saintenoy)

ATUAÇÕES: Arquiteta(o), Autor(a)
 
 CRONOLOGIA: 
  • 1862 - Nasce em Bruxelas, na Bélgica.

  • 1881 - Começa a estudar Arquitetura em Antwerp e, mais tarde, retorna a Bruxelas para completar sua formação.

  • 1891 - Executa o projeto de autoria de seu pai, o arquiteto Gustave Saintenoy, para a residência oficial do governador da cidade de Hasselt, na Bélgica.

  • 1897 - Compra uma casa em estilo clássico e a reconstrói, tornando-a conhecida como Hotel Saintenoy, para onde se muda com a família.

  • 1898 - Inicia a construção do prédio para a Farmácia Delacre, em Bruxelas, em estilo neogótico.

  • 1899 - Completa seu mais famoso projeto: a expansão da loja de departamentos Old England no estilo Art Nouveau.

  • 1905 - Termina a construção do Castelo Le Fy.

  • 1910 - Torna-se professor de História da Arquitetura na Academia Real de Belas Artes de Bruxelas.

  • 1918 - Com o fim da guerra, é designado membro da “Comissão Real de Monumentos e Sítios”, onde desempenha um importante papel na reconstrução da Bélgica pós-guerra.

  • 1952 - Morre aos 90 anos em Bruxelas, na Bélgica.

PANTON, Verner
(Verner Panton)

 
 CRONOLOGIA: 
  • 1926 - Nasce em Gentofte, Dinamarca.

  • 1998 - Morre aos 72 anos de idade.

CHRISTIANSEN, Hans
(Hans Heinrich Christiansen)

ATUAÇÕES: Pintor(a), Artesã(o)
 
 CRONOLOGIA: 
  • 1866 - Nasce em Flensburgo, na Alemanha.

  • 1881 - Trabalha como aprendiz de pintor decorativo em Flensburgo, até 1885.

  • 1888 - Entra para a Escola de Artes Aplicadas em Munique.

  • 1889 - Após uma viagem a estudos para a Itália, Christiansen se muda para Hamburgo, onde passa a lecionar numa escola técnica.

  • 1895 - Christiansen larga seu trabalho e vai morar em Paris.

  • 1896 - Estuda pintura na Academie Julian, até 1899.

  • 1899 - Junta-se a um grupo de artistas em Darmstadt, unindo-se a Joseph Maria Olbrich e Peters Behrens.

  • 1911 - Leciona na Escola de Artes Aplicadas de Wiesbaden.

  • 1933 - Seu trabalho é banido pelo partido Nazista, por conta de sua esposa judia.

  • 1945 - Morre em Wiesbaden, na Alemanha.

MORRIS, Talwin
(Talwin Morris)

 
 CRONOLOGIA: 
  • 1865 - Nasce em Winchester, na Inglaterra.

  • 1880 - Começa a trabalhar como aprendiz no estúdio de Arquitetura de seu tio, Joseph Morris, em Reading, onde permanece por cinco anos. Durante esse tempo, desenvolve seu interesse pelo design de móveis e interiores.

  • 1885 - Ganha um prêmio da Sociedade de Arqueologia e Arquitetura de Berkshire. Após o término de seu aprendizado, muda-se para Londres onde começa a trabalhar com o arquiteto James Martin Brooks.

  • 1891 - Assume o posto de sub-editor de arte na revista semanal Black and White, da editora Cassell, contribuindo com ilustrações e letras capitulares.

  • 1893 - Muda-se para Glasgow, na Escócia, para atuar como Diretor de Arte na prestigiada editora Blackie and Son, onde trabalha com o design de capas de livros e também conhece e torna-se amigo de artistas e designers da Escola de Arte de Glasgow.

  • 1896 - Exibe três de seus designs de capa para os livros The Universe, English Essays e Daddy Samuel's Darling, na Quinta Exposição da Sociedade de Arts & Crafts. Morris torna-se, então, uma figura influente no design de livros por seu estilo moderno e próximo do Art Nouveau.

  • 1900 - Junta-se ao arquiteto e designer Charles Rennie Mackintosh e outros artistas para expor seus trabalhos na Oitava Exposição da Secessão Vienense. No entanto, suas obras são postas e uma sala distante da dos artistas de Glasgow.

  • 1902 - Com habilidades também nas áreas do design de jóias de metal e de móveis, exibe seu trabalho na exposição de artes britânicas no Museu de Artes Aplicadas em Budapeste. No mesmo ano, seu trabalho é escolhido junto aos de outros artistas, para ser exposto na Primeira Exposição Internacional de Arte Decorativa Moderna em Turin.

  • 1906 - Cria uma capa para a influente revista alemã Dekorative Kunst.

  • 1909 - Devido a problemas de saúde, Morris aposenta-se de seu trabalho na Blackie and Son.

  • 1911 - Morre aos 45 anos em Bowling, na Escócia.

PUGIN, Augustus W. N.
(Augustus W. N. Pugin)

 Pugin foi o Gibbon da Arquitetura. Nos seus Contrasts escreveu a história de seu declínio e de sua queda – não da maneira zombeteira do grande discípulo de Voltaire -, mas com a solenidade e com a veemente eloquência de Savonarola. Como o dominicano italiano, o arquiteto inglês foi mais um reformista e delator dos abusos do paganismo. Embora fosse tão ortodoxo quanto Savonarola, teve mais sorte por ter nascido em tempos mais felizes. Tempos nos quais a denúncia de abusos não implicava em uma candidatura ao martírio”.

FERREY, Benjamin. [1861]
A.N. Welby Pugin and his Father.
London, Edward Stanford .
 CRONOLOGIA: 
  • 1812 - Nasce em Londres, na Inglaterra, filho do desenhista de projetos arquitetônicos francês Augustus Charles Pugin.

  • 1821 - Começa, desde cedo, a ser treinado pelo pai para fazer desenhos de edifícios góticos para ilustrar seus trabalhos.

  • 1827 - Vai trabalhar com a firma de ourivesaria Rundell & Bridge, que foi contratada para desenhar os móveis do recém-restaurado Castelo de Windsor.

  • 1830 - Abre um negócio de produção de entalhes góticos e de treinamento de pedreiros no estilo medieval. O negócio não obtém êxito, falindo logo em seguida.

  • 1835 - Pugin converte-se ao Catolicismo. Começa a trabalhar com o arquiteto Charles Barry no projeto vencedor para a reconstrução do Parlamento Inglês (destruído pelo fogo no ano anterior).

  • 1837 - Começa a trabalhar nas Torres de Alton. Nomeado Arquiteto e Professor de Antiguidades Eclesiásticas no Oscott College.

  • 1839 - Termina a construção de sua primeira igreja: a Igreja de St. Mary, em Uttoxeter, no interior da Inglaterra.

  • 1840 - Começa a trabalhar na Igreja Católica de St. Giles Cheadlem, em Staffordshire. Também inicia o projeto do Hospital de São João Batista, em Alton.

  • 1841 - Começa o trabalho na Catedral de St. George, em Southwark.

  • 1844 - Começa a construção de sua residência, em Ramsgate, Kent, chamada The Grange, ou St. Augustine’s Grange.

  • 1846 - Começa a construção da Igreja de St. Wilfrid, em Staffordshire.

  • 1847 - Após uma viagem à Itália, onde encontra o Papa, começa a trabalhar no projeto do Castelo de Alton.

  • 1850 - Termina a construção da St. Augustine’s Grange.

  • 1851 - Nomeado Commissioner of Fine Arts for the Great Exhibition.

  • 1852 - Morre, sendo enterrado na Igreja de sua propriedade, em St. Augustine’s Grange.

CAMPANA, (irmãos)
(Humberto e Fernando Campana)

 
 CRONOLOGIA: 
  • 1953 - Humberto Campana nasce em Rio Claro, São Paulo

  • 1961 - Fernando Campana nasce em Brotas, São Paulo

GALLÉ, Emile
(Emile Gallé)

 
 CRONOLOGIA: 
  • 1846 - Nasce em Nancy, na França.

  • 1862 - Estuda Botânica na Université de Nancy.

  • 1865 - Estuda Filosofia e Mineralogia em Weimar e no atelier FüR Architektur und Kunstgewerber, até 1866.

  • 1866 - Torna-se aprendiz de vitraleiro na Burgun und Schverer, em Meisenthal na Alemanha.

  • 1877 - Assume a diretoria da empresa de sua família.

  • 1878 - Expõe seus trabalhos pela primeira vez na Exposition Universelle de Paris, e é premiado com quatro medalhas de ouro.

  • 1884 - Expõe cerca de 300 peças em vidro, de grande diversidade artística, na Union Centrale des Arts Décoratifs, em Paris.

  • 1885 - Estuda arte oriental e técnicas de pintura com seu colega e artista botânico japonês, Tokouso Takashima.

  • 1889 - É premiado novamente na Exposition Universelle por seus móveis e peças de vidro e cerâmica,.

  • 1900 - É nomeado Comandante da Légion d'Honneur.

  • 1901 - Funda a École de Nancy, também conhecida como Alliance Provinciale des Industries d’Art.

  • 1904 - Morre em Nancy, aos 58 anos, vítima de leucemia.

  ÍCONE DO MOVIMENTO:
  PERSONAGENS RELACIONADOS:
  1. Ernest Bussière

BEHRENS, Peter
(Peter Behrens)

 Não se podem perceber muitos traços da Jugend no trabalho [de Peter Behrens] e, ainda assim, sempre que eles aparecem, mostram-se discretos e associados com um sistema de linhas retas e paralelas que tem muito pouco em comum com as vigorosas evoluções encontradas nas variantes de outros países”.
TSCHUDI-MADSEN, Stephan. [1956]
The Art Nouveau Style.
New York, Dover, 2002 .
 CRONOLOGIA: 
  • 1868 - Nasce em Hamburgo, na Alemanha.

  • 1886 - Estuda Pintura na Kunstgewerbeschule (Escola de Artes Aplicadas) em Hamburgo, até 1889; em seguida estuda na Kunstschule (Escola de Arte), em Karlsruhe e logo após na Düsseldorfer Akademie, em Düsseldorf.

  • 1890 - Casa-se com Lilly Krämer e se muda para Munique, onde participa do movimento Jugendstil.

  • 1893 - É um dos membros fundadores da Münchener Secession (Secessão de Munique).

  • 1897 - Junta-se a Hermann Obrist, August Endell, e Richard Riemerschmid, entre outros, para fundar a Vereinigten Werkstätten für Kunst im Handwerk (Oficinas Unidas) em Munique.

  • 1899 - Aceita o convite do Grão-Duque Ernst Ludwig de Hesse e junta-se à Darmstädter Künstlerkolonie (Colônia de Artistas de Darmstadt).

  • 1901 - Projeta sua própria casa, a Haus Behrens, em Darmstadt; sendo responsável também por seu projeto de design de interior e mobiliário.

  • 1903 - É nomeado diretor da Kunstgewerbeschule (Escola de Artes e Ofícios), em Düsseldorf.

  • 1907 - Funda com Hermann Muthesius, Friedrich Naumann, Karl Schmidt, entre outros, a Deutscher Werkbund (Associação Alemã de Artistas).

  • 1908 - Começa a atuar como consultor artístico da Allgemeine Elektricitäts-Gesellschaft (AEG), contratado por Emil Rathenau.

  • 1909 - Projeta a AEG-Turbinen-Fabrik (Fábrica de Turbinas da AEG), primeiro edifício alemão em aço e vidro, introduzindo uma nova expressão para a arquitetura européia.

  • 1922 - Aceita convite para lecionar na Akademie der Bildenden Künste, em Viena, one chefia o departamento de Arquitetura até 1936.

  • 1926 - A pedido de Wenman Joseph Bassett-Lowke, projeta a casa New Ways em Northampton, Inglaterra, considerada por muitos a primeira construção modernista da Grã-Bretanha.

  • 1936 - Assume a direção do departamento de Arquitetura da Preußische Akademie der Künste (Academia Prussiana de Artes), em Berlim.

  • 1940 - Morre de ataque cardíaco aos 72 anos, em Berlim.

GREENE, (irmãos)
(Henry e Charles Greene)

  ÍCONE DO MOVIMENTO:

Wiener Werkstätte
(Wiener Werkstätte)

  ÍCONE DO MOVIMENTO:
  PERSONAGENS RELACIONADOS:
  1. Hilda Jesser

VAN DER ROHE, Ludwig Mies
(Ludwig Mies van der Rohe)

 
 CRONOLOGIA: 
  • 1886 - Nasce em Aachen, Alemanha.

  • 1969 - Morre em Chicago, Estados Unidos.

  ÍCONE DO MOVIMENTO:
  PERSONAGENS RELACIONADOS:
  1. Walter Gropius

  2. Hans Emil Meyer

RIQUER, Alexandre
(Alexandre de Riquer i Ynglada)

 Desde pelo menos 1894 Alexandre de Riquer introduziu e praticou [na Catalunha] uma variante do Art Nouveau inspirada diretamente por fontes Britânicas - sobretudo (...) por William Morris, Burne-Jones e pelo legado que estes deixaram nas artes gráficas e decorativas. (...) [No entanto, a arte de Riquer] sofreu modificações estilísticas a partir de 1894. Ele passou a adotar uma mescla de Gótico com Japonismo também características do Art Nouveau. Utilizava linhas circundando superfícies chapadas e sutis harmonizações de cores que emprestavam às suas composições uma sensação antirrealista consoante com as temáticas simbolistas de sua imaginação”.
TRENC Ballester, Eliseu & YATES, Alan. [1988]
Alexandre de Riquer: The British Connection in Catalan Modernisme.
The Anglo Catalan Society..
 CRONOLOGIA: 
  • 1856 - Nasce na cidade de Calaf, província de La Segarra, Espanha, filho de família nobre, o sétimo Conde da Casa de Dávalos.

  • 1864 - Inicia seus estudos na Escola Jesuíta de Manresa.

  • 1869 - Com o exílio de seu pai – que apoiou a facção carlista derrotada na Revolução de 1868 -, seguiu para Béziers, na França, onde continuou seus estudos no Colégio Imaculada Conceição.

  • 1873 - Ingressa na Escola de Belas Artes de Toulouse, França, onde se inicia nas pinturas figurativas.

  • 1874 - Retorna a Barcelona onde ingressa na Escola de Belas Artes de Llotja.

  • 1879 - Viaja pela Europa – Itália, França e Inglaterra -, para consolidar seus conhecimentos artísticos. Entra em contato com o Arts & Crafts e com o Movimento Estético.

  • 1882 - Abre um atelier no sobrado da Patisserie Mallorquina, em Barcelona.

  • 1888 - Colabora com Lluís Domènech na Exposição de 1888 e com Antoni Gaudí no Palau Guëll.

  • 1889 - Visita a Feira de Paris e é influenciado pelas obras da Irmandade Pré-Rafaelita lá expostas e pelo movimento simbolista.

  • 1890 - Faz sua primeira exposição na Sala Parés, tendo os pássaros como objeto. A exposição é um tremendo sucesso.

  • 1896 - Cria aquele que é considerado o primeiro pôster do Art Nouveau Catalão para a Exposição de Artes e Indústria.

  • 1900 - Funda (e torna-se diretor artístico) do Jornal Joventut.

  • 1914 - Faz uma série de exposições com suas obras em diversas casas de prestígio.

  • 1919 - Encarregado pelo Círculo Eqüestre de Barcelona para ilustrar um livro em homenagem a um de seus presidentes, não consegue completar o trabalho.

  • 1920 - Morre aos 64 anos, em Palma de Mallorca, Espanha.

AARNIO, Eero
(Eero Aarnio)

 
 CRONOLOGIA: 
  • 1932 - Nasce em Helsínquia, Finlândia.

  ÍCONE DO MOVIMENTO:

ESCHER, M. C.
(Maurits Cornelis Escher)

 
 CRONOLOGIA: 
  • 1898 - Nasce na província de Frísia, Países Baixos

  • 1972 - na província da Holanda do Norte, Países Baixos

DRAISMA, Eibert
(Eibert Draisma)

 
 CRONOLOGIA: 
  • 1966 - Nasce em Lusaka, Zambia, porém se muda para a Holanda muito pequeno.

High Tech
(High Tech)

 Também conhecido como Estilo Industrial. Contextualizado no pós-modernismo, o High Tech foi um estilo inicialmente arquitetônico e, posteriormente, ganhou espaço no mundo do design. Incorporava elementos industriais de alta tecnologia e sua idéia principal era não esconder a construção, mas torná-la elemento significativo do design. O movimento seguia a antiga premissa funcionalista. Durou de 1972 até 1985.

MUCHA, Alfons Maria
(Alfons Maria Mucha)

 
 CRONOLOGIA: 
  • 1860 - Nasce em Ivancice, South Moravia

  • 1878 - Mucha se inscreve na Academia de Belas Artes de Praga. Sua inscrição é rejeitada com a recomendação: 'Procure outra profissão na qual será mais útil.'

  • 1879 - Vai para Viena para trabalhar como pintor de cenário para a firma de Kautsky-Brioschi-Burghardt.

  • 1881 - Deixa Viena quando o Ringtheater, o maior cliente de seus empregadores, pega fogo em um acidente que mata 500 pessoas. Mucha, sendo o empregado mais novo, recebe seu aviso prévio.

  • 1882 - Vai para Mikulov onde trabalha pintando retratos. Encontra o Conde Khuen Belasi que lhe contrata para decorar seu castelo em Emmahof.

  • 1887 - Se muda para Paris para estudar na Académie Julian, sob o patrocínio do Conde.

  • 1894 - Pinta 'Gismonda', seu primeiro poster para Sarah Bernhadt.

  • 1896 - Se muda para um novo estúdio na Rue du Val-de-Grâce. Champenois publica o primeiro painel decorativo de Mucha, "As Estações".

  • 1898 - Começa a dar aulas de desenho na Whistler's Académie Carmen. Participa na primeira exposição da Secessão Vienense. Os posteres e painéis de Mucha são mostrados em Chrudim e Hradec Králové em Bohemia e Budapeste.

  • 1909 - Charles Crane concorda em financear a Epopeia Eslava de Mucha.

  • 1910 - Retorna à Praga para trabalhar nos murais de Obecni dum. Aluga um estúdio e um flat no castelo de Zbiroh, região oeste de Bohemia, para trabalhar na Epopeia Eslava.

  • 1911 - Completa os murais de Obecní dum

  • 1912 - Completa os três primeiros quadros da Epopeia Eslava. Estes são apresentados à cidade de Praga em Dezembro.

  • 1919 - Os onze primeiros quadros da Epopeia Eslava são expostos no Klementium em Praga e depois enviados para serem exibidos na América.

  • 1928 - O ciclo completo da Epopeia Eslava é oficialmente apresentado para o povo tcheco e à cidade de Praga por Mucha e Charles Crane e é mostrado no Trade Fair Palace da cidade.

  • 1938 - Começa a trabalhar no tríptico (não terminado) A Era da Razão, A Era do Conhecimento e A Era do Amor. Apesar de estar sofrendo com pneumonia, começa a coletar e escrever suas memórias.

  • 1939 - Mucha está entre os primeiros a serem presos pela Gestapo quando os alemães invadem a Checoslováquia. Ele é questionado e liberado para voltar para casa, mas sua saúde fica muito debilitada pelo acontecimento. Morre em Julho, em Praga.

Antidesign
(Antidesign)

ORIGEM: Itália
 Criado na Itália como oposição ao Modernismo, o movimento reage à estética do bom design com influências kitsch e pop. Apresenta produtos coloridos, irônicos, irreverentes e às vezes desproporcionais. Começa em 1966 e dura até 1980.

TOULOUSE-LAUTREC, Henri de
(Henri de Toulouse-Lautrec)

 A sensibilidade exasperada pelas cores contrastantes é uma das qualidades de seu “macabro” gênio. Nada o repele; pinta beleza e feiúra com soberba indiferença; pinta o vício e o vil, exóticas, atrozes e obscenas criaturas com a absoluta insolência e o máximo cinismo de um Diabo ou de um Deus que criaram em mútuo antagonismo o cruel e adorável mundo no qual vivemos. (…) Parte da técnica de Lautrec consiste não somente no seu modo original de observar a realidade, mas na sua maneira de ver as coisas: não em porções, não em sombras, mas em massas (…) Lautrec tinha uma paixão por cores brutais, em contrastes violentos e muitas vezes excessivos."
SYMONS, Arthur. [1930]
From Toulouse-Lautrec to Rodin.
New York, Kessinger Publishing..
 CRONOLOGIA: 
  • 1864 - Nasce em Albi, na França.

  • 1878 - Sofre duas quedas consecutivas, nas quais quebra os dois fêmures devido a uma doença manifestada anos antes, que afeta a formação dos ossos, fazendo com que Henri não ultrapasse a altura de 1,52m.

  • 1880 - Monta um estúdio particular em Paris e passa a frequentar teatros e cabarés de Montmartre.

  • 1882 - Estuda Pintura com o retratista Léon Bonnat e, posteriormente, com Fernand Cormon, cujo ateliê frequenta por cinco anos.

  • 1888 - Pinta La Blanchisseuse no jardim de Pere Foret, Paris.

  • 1889 - Expôe suas obras no Salon des Indépendants.

  • 1890 - Produz ilustrações para a revista humorística semanal Le Rire.

  • 1891 - É contratado por Charles Zidler para criar o cartaz do Moulin Rouge, que corresponde ao seu primeiro cartaz litográfico.

  • 1893 - Tem sua primeira mostra individual, na galeria Booussod & Valadon.

  • 1894 - Produz ilustrações para La Revue Blanche.

  • 1896 - É impresso seu trabalho Elles, série de litografias coloridas focada no universo feminino, que produz um panorama da vida nos bordéis.

  • 1899 - O excesso de álcool faz com que seja internado em uma clínica psiquiátrica após um colapso nervoso.

  • 1901 - Morre vítima de sífilis e alcoolismo, em Malmoré, na França.

DE FEURE, Georges
(Georges de Feure)

 "If the word 'feminine' can be used at all about applied art, then it can aptly be used to describe the work of Georges de Feure. Not only does he place his slender graceful female forms on posters and screens, and anywhere else he can put them, but his neat objects are designed so gracefully and so airly as though they were all intended for a female hand."

MADSEN, Stephan Tschudi. [2007]
The Art Nouveau Style.
Nova Iorque, Dover.
 CRONOLOGIA: 
  • 1868 - Nasce em Paris, na França.

  • 1870 - Georges e sua família partem da França devido a Guerra Franco Prussiana.

  • 1886 - Ingressa na Royal Academy of Visual Arts, em Amsterdam.

  • 1890 - Retorna a Paris, onde torna-se pupilo de Jules Chéret e produz cartazes para Salon Des Cent, Loie Fuller e Thermes Liegois.

  • 1893 - Continua a produção cartazes sob encomenda. No mesmo ano, expõe suas pinturas no Salon de la Rose Croix.

  • 1894 - É realizada exposição individual de seus trabalhos (dentre eles pinturas, cartazes, cerâmicas e móveis) na Société Nationale des Beaux-Arts, o que lhe traz notoriedade.

  • 1900 - Projeta o pavilhão da galeria de Siegfried Bing na Exposition Universelle de Paris, onde participa exibindo seus trabalhos. Uni-se à galeria L'Art Nouveau, e se torna chefe do Departamento de Design, nos anos seguintes.

  • 1901 - É nomeado Chevalier de la Légion d'honneur por sua contribuição para as Artes Decorativas.

  • 1912 - Muda-se para a Inglaterra, onde trabalha com Teatro, projetando cenários e figurinos com aproximação ao Art Decó.

  • 1924 - Projeta todos os móveis da casa de Madeleine Vionnet, em Paris.

  • 1925 - Projeta o pavilhão de Roubaix et Tourcoing na Exposition Internationale de Arts Décoratifs et Industriels Modernes.

  • 1928 - É nomeado professor na École Nationale Supérieure des Beaux-Arts de Paris.

  • 1943 - Morre em Paris, aos 75 anos.

PRIKKER, Johan Thorn
(Johan Thorn Prikker)

 
 CRONOLOGIA: 
  • 1868 - Nasce em Haia, na Holanda.

  • 1881 - Começa seus estudos na Academia Real de Belas Artes de Haia, onde permanece durante seis anos, mas sai antes de completar seus estudos.

  • 1890 - Conhece o grupo artistico belga The XX, junto do qual passa a expor seus trabalhos.

  • 1893 - Participa de inúmeras exposições de pinturas e desenhos simbolistas.

  • 1898 - Recebe o cargo de Diretor de Arte da recém-inaugurada galeria de Arts & Crafts em Haia. É nessa época que Prikker começa a desenhar mobilia, inspirado nos trabalhos de Van de Velde.

  • 1900 - Se desentende com o fundador da academia, Chris Wegerif, e acaba se afastando do cargo.

  • 1903 - Se muda para Krefeld, na Alemanha, onde passa a dar aulas na Escola de Artes Industriais.

  • 1910 - Sai de Krefeld para Hagen, onde começa a receber inúmeras encomendas de murais, vitrais e mosaicos.

  • 1913 - Torna-se o diretor da turma de pintura na Escola de Arts & Crafts de Essen.

  • 1914 - Participa da primeira exposição de Werkbund em Cologne, na Alemanha, com seus vitrais para a igreja dos Três Reis em Neuss.

  • 1920 - Se muda para Munique, onde passa a ensinar a arte dos vitrais e dos monumentos.

  • 1926 - Passa a lecionar na escola de Arts & Crafts de Cologne, onde permanece até sua morte.

  • 1932 - Morre aos 63 anos em Cologne, na Alemanha.

Ooops!
Não encontramos resultados
com essa pesquisa.