Dicionário Aegis de Design

(Resultado para atuação Entalhador(a))

  • Katsushika Hokusai

    Entalhador(a)Acessar
  • Kitagawa Utamaro

    Entalhador(a)Acessar
  • Bertha Lum

    Entalhador(a)Acessar
  • Félix Bracquemond

    Entalhador(a)Acessar
  • Adolfo de Carolis

    Entalhador(a)Acessar
  • Georges de Feure

    Entalhador(a)Acessar

HOKUSAI, Katsushika
(Katsushika Hokusai )

 
 CRONOLOGIA: 
  • 1760 - Nasce em Edo (atual Tóquio), no Japão.

  • 1774 - Torna-se aprendiz de um entalhador, aonde trabalha por alguns anos.

  • 1778 - Entra para o estúdio de Katsukawa Shunshō, diretor da escola Katsukawa, com quem começa a aprender a arte do ukiyo-e.

  • 1779 - Recebe de seu mestre o nome Shunrō, sob o qual publica suas primeiras impressões, uma série de retratos de atores de teatro Kabuki.

  • 1793 - Morre seu mestre Shunshō, o que faz com que Hokusai comece a explorar outros estilos de arte. É logo expulso da escola Katsukawa por Shunkō, mestre de disciplina, por realizar estudos na escola rival. Hokusai leva o constrangimento como grande fonte de inspiração para sua arte.

  • 1800 - Adota seu nome mais conhecido, Katsushika Hokusai, e publica duas coleções de paisagens, chamadas “Vistas Famosas da Capital Leste” e “Oito Vistas de Edo”.

  • 1807 - Hokusai trabalha em colaboração com o novelista Takizawa Bakin numa série de livros ilustrados.

  • 1811 - Aos 51 anos, Hokusai muda seu nome para Taito e começa o período no qual produz a Hokusai Manga (uma coleção de desenhos de animais, pessoas, objetos, etc) e vários manuais de arte.

  • 1826 - Começa a trabalhar em seu quadro mais famoso “A Grande Onda de Kanagawa”, junto com uma série de outras peças; intitulada “Trinta e Seis Vistas do Monte Fuji” a série foi concluída por volta de 1834.

  • 1839 - Um incêndio destrói o estúdio de Hokusai, e grande parte de seus trabalhos.

  • 1849 - Morre aos 88 anos em Edo, no Japão.

UTAMARO, Kitagawa
(Kitagawa Utamaro)

 
 CRONOLOGIA: 
  • 1753 - Nasce, chamado Kitagawa Ishitarō. Seu local de nascimento é desconhecido.

  • 1770 - Torna-se aprendiz de Toriyama Sekien, artista treinado na Escola Kanō da alta classe japonesa. Apesar de sua alta formação, Sekien era dedicado ao ukiyo-e e sua arte era voltada ao povo de Edo.

  • 1782 - É contratado pelo jovem e ambicioso editor Tsutaya Jūzaburō. Mais tarde, realiza um banquete para vários grandes artistas japoneses onde anuncia seu novo nome artístico, Utamaro.

  • 1783 - Lança, em colaboração com seu amigo escritor Shimizu Enjū, seu primeiro livro ilustrado, entitulado As Fantásticas Viagens de um Playboy na Terra dos Gigantes. Muda-se para a casa de Tsutaya, tornando-se o principal artista da firma. Passa os anos seguintes realizando ilustrações para livros.

  • 1791 - Deixa a ilustração de livros de lado e passa a se concentrar em retratos de mulheres sozinhas, diferente da preferência de outros artistas de ukiyo-e, que costumam representá-las em grupos.

  • 1793 - Ganha reconhecimento que dá fim à sua semi-exclusividade com a firma de Tsutaya, começando a produzir uma série de trabalhos bem conhecidos. Ao longo dos anos, realiza inúmeras ilustrações e estudos da natureza e arte erótica - que, no Japão, não possuía a conotação negativa da pornografia ocidental

  • 1797 - Sofre grande impacto com a morte de seu amigo de longa data Tsutaya Jūzaburō, afetando a qualidade de sua arte a partir de então.

  • 1804 - No auge de sua carreira, é preso ao publicar gravuras de um conto banido. A pintura entitulada Hideyoshi e Suas Esposas, que mostra o general Toyotomi Hideyoshi com suas concubinas, é acusada de manchar a dignidade do real Hideyoshi. A experiência o abala emocionalmente e acaba com sua carreira.

  • 1806 - Morre aos 53 anos em Edo, Japão.

LUM, Bertha
(Bertha Lum)

 
 CRONOLOGIA: 
  • 1869 - Nasce em Tipton, Iowa, Estados Unidos.

  • 1895 - Ingressa no Instituto de Arte de Chicago, onde estuda design durante um ano.

  • 1896 - Começa a estudar Ilustração com Frank Holme e a arte de fazer vitrais com Anne Weston.

  • 1901 - Retorna ao Instituto de Arte de Chicago para estudar desenho de figura e é influenciada pelas técnicas japonesas apresentadas no livro de Arthur Wesley Dow.

  • 1903 - Casa-se e tem sua lua de mel no Japão, aonde se depara com a arte oriental do ukiyo-e pela qual se apaixona, adquirindo várias ferramentas para gravura em madeira e encontrando impressões e artistas da técnica antes de retornar aos Estados Unidos.

  • 1907 - Retorna ao Japão mais uma vez para uma estadia de 14 semanas para aprender mais da técnica de gravura em madeira. É apresentada ao mestre Bonkotsu Igami, que a ensina a entalhar, e a Kumakichi Nishimura, com quem aprende a imprimir suas gravuras.

  • 1912 - Tem sua gravura Mulheres Raposa, dentre outras, exposta na Décima Exposição de Arte Anual em Tokyo. Os seus são os únicos trabalhos estrangeiros apresentados.

  • 1915 - Recebe medalha de prata por suas gravuras coloridas na Exposição Universal do mesmo ano.

  • 1919 - Tem seus trabalhos inclusos na Exposição de Gravuras e Impressões do Insituto de Arte de Chicago.

  • 1922 - Publica seu primeiro livro ilustrado “Gods, Goblins and Ghosts”, sobre lendas do oriente. No fim deste ano, muda-se para Pequim, na China, com suas filhas.

  • 1923 - Um terremoto em Tokyo destrói boa parte de seus blocos de madeira e trabalhos.

  • 1924 - Retorna para Califórnia nos Estados Unidos onde mora por alguns anos fazendo trabalhos em estilo mais diversificado; principalmente retratos de atores e atrizes. Poucos anos depois, retorna definitivamente para Pequim.

  • 1936 - Viaja ao Japão para imprimir, novamente, suas gravuras e publica seu segundo livro ilustrado “Gangplanks to the East”.

  • 1937 - Sua visão começa a se deteriorar, diminuindo sua produção de novas gravuras até parar.

  • 1954 - Morre aos 84 anos em Genova, na Itália.

BRACQUEMOND, Félix
(Félix Bracquemond)

ATUAÇÕES: Pintor(a), Entalhador(a)
 1833 - 1914
 CRONOLOGIA: 
  • 1833 - Nasce em Paris, França.

  • 1848 - Começa seu aprendizado como litógrafo.

  • 1853 - Começa a se interessar por gravação e pela técnica da água-forte.

  • 1856 - Além de gravador projeta-se como pintor impressionista.

  • 1867 - Atrai a atenção dos críticos pela decoração de um aparelho de porcelana projetado por Eugène Rousseau para ser apresentado na Exposição Universal de Paris.

  • 1871 - Começa a trabalhar como diretor do ateliêr de Charles Haviland, em Auteuil, Paris, onde permanece até 1880.

  • 1874 - Participa da primeira exposição de pintores impressionistas.

  • 1875 - Produz o aparelho de jantar Service Parisien, para Charles Haviland.

  • 1879 - Participa da segunda exposição de pintores impressionistas.

  • 1880 - Participa da terceira exposição de pintores impressionistas.

  • 1885 - Publica o livro Du dessin et de la couleur.

  • 1890 - Ajuda a fundar a Société des Peintres-Graveurs Français.

  • 1900 - Obtém o grande prêmio, na categoria Gravura, na Exposição Universal de Paris.

DE FEURE, Georges
(Georges de Feure)

 "If the word 'feminine' can be used at all about applied art, then it can aptly be used to describe the work of Georges de Feure. Not only does he place his slender graceful female forms on posters and screens, and anywhere else he can put them, but his neat objects are designed so gracefully and so airly as though they were all intended for a female hand."

MADSEN, Stephan Tschudi. [2007]
The Art Nouveau Style.
Nova Iorque, Dover.
 CRONOLOGIA: 
  • 1868 - Nasce em Paris, na França.

  • 1870 - Georges e sua família partem da França devido a Guerra Franco Prussiana.

  • 1886 - Ingressa na Royal Academy of Visual Arts, em Amsterdam.

  • 1890 - Retorna a Paris, onde torna-se pupilo de Jules Chéret e produz cartazes para Salon Des Cent, Loie Fuller e Thermes Liegois.

  • 1893 - Continua a produção cartazes sob encomenda. No mesmo ano, expõe suas pinturas no Salon de la Rose Croix.

  • 1894 - É realizada exposição individual de seus trabalhos (dentre eles pinturas, cartazes, cerâmicas e móveis) na Société Nationale des Beaux-Arts, o que lhe traz notoriedade.

  • 1900 - Projeta o pavilhão da galeria de Siegfried Bing na Exposition Universelle de Paris, onde participa exibindo seus trabalhos. Uni-se à galeria L'Art Nouveau, e se torna chefe do Departamento de Design, nos anos seguintes.

  • 1901 - É nomeado Chevalier de la Légion d'honneur por sua contribuição para as Artes Decorativas.

  • 1912 - Muda-se para a Inglaterra, onde trabalha com Teatro, projetando cenários e figurinos com aproximação ao Art Decó.

  • 1924 - Projeta todos os móveis da casa de Madeleine Vionnet, em Paris.

  • 1925 - Projeta o pavilhão de Roubaix et Tourcoing na Exposition Internationale de Arts Décoratifs et Industriels Modernes.

  • 1928 - É nomeado professor na École Nationale Supérieure des Beaux-Arts de Paris.

  • 1943 - Morre em Paris, aos 75 anos.

Ooops!
Não encontramos resultados
com essa pesquisa.