Dicionário Aegis de Design

(Resultado para atuação Professor(a))

  • Francis Henry Newbery

    Professor(a)Acessar
  • William R. Lethaby

    Professor(a)Acessar
  • Tadao Ando

    Professor(a)Acessar
  • Friedrich von Schmidt

    Professor(a)Acessar
  • Heinrich von Ferstel

    Professor(a)Acessar
  • Archibald Knox

    Professor(a)Acessar
  • Charles Voysey

    Professor(a)Acessar
  • Michael Powolny

    Professor(a)Acessar
  • Alessandro Mazzucotelli

    Professor(a)Acessar
  • Bernard Tschumi

    Professor(a)Acessar
  • Daniel Libeskind

    Professor(a)Acessar
  • Angiolo Giuseppe Fronzoni

    Professor(a)Acessar
  • Bruno Paul

    Professor(a)Acessar
  • James Herbert Mcnair

    Professor(a)Acessar
  • Richard Riemerschmid

    Professor(a)Acessar
  • Josep Puig i Cadafalch

    Professor(a)Acessar
  • Tomás Maldonado

    Professor(a)Acessar
  • Karl Emanuel Martin Weber

    Professor(a)Acessar
  • Eugène Grasset

    Professor(a)Acessar

NEWBERY, Fra
(Francis Henry Newbery)

ATUAÇÕES: Professor(a), Pintor(a)
 
 CRONOLOGIA: 
  • 1855 - Nasce em Devon, na Inglaterra.

  • 1871 - Entra para a Escola de Arte de Bridport, onde atua como assistente do diretor.

  • 1875 - É nomeado Mestre de Arte de uma escola secundária em Londres, onde trabalha durante alguns anos.

  • 1882 - Recebe uma bolsa de estudos para se tornar um Mestre de Arte em Treinamento na Universidade Real de Arte da Inglaterra.

  • 1885 - Torna-se o diretor da Escola de Arte de Glasgow. Sob sua influência e liderança inovadora, a escola torna-se amplamente reconhecida e respeitada internacionalmente.

  • 1897 - Começa a trabalhar ao lado do artista e arquiteto Charles Rennie Mackintosh no projeto do novo prédio para abrigar a Escola de Arte de Glasgow. Sua construção dura doze anos e o prédio é considerado a obra prima arquitetônica de Mackintosh.

  • 1902 - É designado Curador da Ala Escocesa na Exposição Internacional de Arte Decorativa Moderna, em Turin, para tanto escolhendo CHarles Rennie Mackintosh como seu arquiteto.

  • 1917 - Deixa o posto de diretor da Escola de Arte de Glasgow por motivos de saúde, retornando com usa esposa, a designer e artista Jessie Newbery, para a Inglaterra.

  • 1921 - Monta seu estúdio particular em uma capela, que compra junto de outras construções em um pátio, em Dorset, onde pretende passar o resto de seus anos pintando.

  • 1923 - Trabalha em um projeto ambicioso de decoração da prefeitura de Bridport. Para este projeto que dura quatro anos, doa uma série de suas pinturas sobre a cidade e sua herança industrial.

  • 1946 - Morre, aos 91 anos, em Dorset na Inglaterra.

LETHABY, William R.
(William R. Lethaby)

 Apesar de sua pouca educação formal, Lethaby tornou-se um educador bem sucedido de arquitetos; professor de Ornamento e Design no Royal College of Arts de 1900 a 1919 e autor de diversos livros. Ao longo de sua carreira, Lethaby manteve-se leal a Morris e a Webb e, através destes, a Ruskin, apesar de reinterpretar alguns aspectos do legado destes autores”.
NELSON, Robert. [2004]
Hagia Sophia, 1850-1950: Holy wisdom modern monument.
Chicago, University of Chicago Press.
 CRONOLOGIA: 
  • 1857 - Nasce em Barnstaple, Devon, Reino Unido.

  • 1877 - Depois de estudar na Royal Academy Schools, em Londres, trabalha sob orientação do arquiteto Richard Norman Shaw.

  • 1881 - Torna-se assistente principal de Richard Norman Shaw.

  • 1884 - Funda, junto com outros 14 arquitetos e designers, a Art-Worker’s Guild.

  • 1889 - Monta seu próprio escritório de arquitetura.

  • 1894 - Lethaby é nomeado Inspetor de Arte do Conselho de Educação Técnica, do recém formado London County Council.

  • 1896 - É indicado para o cargo de co-orientador na Central School of Arts and Crafts, em Londres, onde se tornaria diretor adjunto, permanecendo até 1911.

  • 1900 - Nomeado primeiro professor de Arte, no Royal College of Art.

  • 1915 - Torna-se Membro Fundador da Design and Industries Association.

  • 1931 - Morre, na Inglaterra, aos 74 anos.

VON SCHMIDT, Friedrich
(Friedrich von Schmidt)

 O progresso do Gótico Vienense atingiu seu clímax com a execução do projeto da nova Rathaus [Prefeitura] (1869-1873) de [Firedrich] Schmidt. Seu ecletismo – com um centro norte-italiano, extremidades um pouco francesas e um interior alemão —, parece sugerir a inspiração no estilo Vitoriano Tardio. No entanto, uma análise mais aprofundada sugere um pastiche sofisticado que evita graciosamente quaisquer efeitos mais vigorosos. Apesar de a Rathaus ter sido de um êxito evidente, o Renascimento Austríaco permaneceu um conglomerado de edifícios individuais, logrando atingir poucas raízes mais profundas da cultura nacional. Na verdade, nunca teve a importância política que Reichensperger [político Alemão amante das arte e arquitetura Gótica] esperava que tivesse no âmbito de uma reunificação Alemã: a Áustria foi excluída desse movimento, derrotada e humilhada pela Prússia, na Guerra das Sete Semanas, de 1866”.
BROOKS, Chris. [1999] The Gothic Revival.
London, Phaidon..
 CRONOLOGIA: 
  • 1825 - Friedrich Schmidt nasce na vila de Frickenhofen, município de Gschwend, estado de Baden-Württemberg, na Alemanha.

  • 1840 - Inicia seus estudos na Escola Politécnica de Stuttgart, graduando-se em 1843.

  • 1845 - Junta-se à guilda de trabalhadores envolvidos na construção da Catedral de Colônia. Nesse ambiente, progride profissionalmente tornando-se Mestre.

  • 1856 - Forma-se Arquiteto, tendo sido aprovado nos exames do Estado.

  • 1858 - Após converter-se ao Catolicismo, viaja para Milão onde se torna professor de Arquitetura Medieval e trabalha na restauração da Catedral de Sant’Ambrogio, entre outros projetos.

  • 1859 - É nomeado professor de Arquitetura na Akademie der bildenden Künste, de Viena e consolida sua posição como um dos mais importantes arquitetos especializados em construção e reforma de igrejas da Europa.

  • 1859 - Projeta e inicia a construção da Igreja de São Lázaro, em Viena. Término da obra: 1863

  • 1860 - Colabora na idealização e participa da construção de diversos prédios da Ringstrasse ao longo das próximas duas décadas.

  • 1862 - Assume a coordenação do Comitê de Construção da Catedral de Santo Estêvão, em Viena, e também do Comitê Central para o Estudo e Preservação de Monumentos.

  • 1866 - A partir deste ano exerce, por diversos mandatos, a direção da Associação Austríaca de Arquitetos e Engenheiros.

  • 1872 - Concebe e constrói a Rathaus, em Viena, onde funcionarão a Prefeitura e o Conselho Municipal da cidade. A obra sera terminada em 1883.

  • 1886 - Recebe, do Imperador Franz Joseph I, o título de barão (Freiherr) do Império Austro-Húngaro tornando-se Friedrich Freiherr von Schmidt.

  • 1891 - Morre, aos 65 anos, em Viena, na Áustria.

VON FERSTEL, Heinrich
(Heinrich von Ferstel)

 “Heinrich Ferstel (...) um ‘vigário de Bray’ [personagem dos Cantebury Tales de Geoffrey Chaucer que muda seus princípios de acordo com as necessidades de manter-se em seu cargo] mesmo entre os arquitetos politicamente flexíveis de então, dominava todas as variedades históricas da chamada ‘arquitetura de estilo’ capaz es de responder às alterações de gosto que acompanhavam as alterações de poder político. Filho de um banqueiro, Ferstel tivera seu ímpeto juvenil como revolucionário da Legião Acadêmica de 1848, mas logo emendou esse começo malogrado trabalhando como arquiteto para a aristocracia boêmia dos anos conservadores de 1850. Contando com o patronato de um desses aristocratas, conde Thun, Ferstel alcançou fama como arquiteto da Votivkirche [igreja construída em agradecimento ao malogro de uma tentativa de assassinato do Imperador Franz Joseph]”.
SCHORSKE, Carl E. [1961]: Fin-de-Siècle Vienna: Politics and Culture.
São Paulo, Cia. das Letras, 1989..
 CRONOLOGIA: 
  • 1828 - Nasce em Viena, filho de um funcionário (e posteriormente diretor) de banco.

  • 1845 - Matricula-se na Architekturschule der Akademie der bildenden Künste [Academia de Arquitetura e Escola de Belas Artes]

  • 1849 - Ingressa no estúdio de seu tio — Friedrich August Stache, importante arquiteto historicista —, onde iniciará sua carreira.

  • 1854 - Concorre com setenta e quatro outros arquitetos para projetar a Votivkirche, a ser construída em Viena.

  • 1856 - Início da construção da Votivkirche — que terminará em 1879.

  • 1866 - Nomeado Professor Titular de Engenharia Estrutural no Polytechnischen Institut de Viena.

  • 1869 - Inicia a construção do Museum für angewandte Kunst — o Museu de Artes Aplicadas. A obra receberá outras ampliações.

  • 1877 - Recebe a encomenda de projetar, na Ringstrasse, o prédio novo da Universidade de Viena (a terceira mais antiga da Europa). A obra será concluída um ano após sua morte.

  • 1879 - Recebe o título de Freiherr (Barão) do Imperador da Áustria.

  • 1883 - Morre em Grinzing, nos subúrbios de Viena. Deixa como legado não apenas uma série de edifícios públicos importantes na Ringstrasse como também casas e igrejas em diversos locais da Áustria e da Europa.

KNOX, Archibald
(Archibald Knox)

 1864 - 1933
 CRONOLOGIA: 
  • 1864 - Nasce Archibald, quinto filho da família Knox, na Ilha de Man, Reino Unido.

  • 1878 - Inicia seus estudos na Douglas School of Art.

  • 1884 - Começa a atuar como professor na Douglas School of Art.

  • 1892 - Especialista em ornamentos celtas, é premiado em um concurso de design de ornamentos históricos.

  • 1893 - Publica Ancient crosses in the Isle of Man na revista The Builder.

  • 1896 - Publica Isle of Man as a Sketching Ground, na prestigiosa revista The Studio.

  • 1897 - Aproxima-se, provavelmente nesta data, da Liberty & Co. que comercializa suas criações sem lhe dar crédito.

  • 1899 - A Liberty & Co. participa da Arts & Crafts Exhibition. Muitos dos produtos exibidos são criações (anônimas) de Knox.

  • 1900 - Começa a lecionar na recém aberta Kingston School of Art.

  • 1902 - Introduz a linha céltica de produtos na Liberty & Co., sendo um dos principais expoentes do Renascimento Celta.

  • 1903 - A Liberty & Co. participa da Arts & Crafts Exhibition com diversos produtos de Knox. Está no auge de sua carreira.

  • 1912 - Renuncia ao posto de professor da Kingston School of Art após críticas a seu método de ensino. Seus alunos abandonam a escola em protesto e fundam a Knox Guild of Craft & Design.

  • 1912 - Deixa a Inglaterra e vai tentar a sorte na Filadélfia, nos Estados Unidos.

  • 1913 - Projeta tapetes para a Bromley & Co., firma da Filadélfia e ensina na Pensilvânia. Mas, incapaz de obter um bom posto nos Estados Unidos, regressa para a Ilha de Man.

  • 1933 - Morre na Ilha de Man aos 69 anos. Em sua lápide, a inscrição: "Archibald Knox, Artista, humilde servo do Senhor no sacerdócio do Belo".

VOYSEY, Charles
(Charles Voysey)

 Durante uma década de cada metade de 1900, a inventividade, a simplicidade e a humanidade dos designs de Voysey encantaram e desafiaram mentes artisticas, fossem britânicas, européias ou americanas. Seguidores do Art Nouveau e expoentes do Modernismo o tomaram por inspiração (embora em ambos os casos ele tenha se oposto, tendo pouca simpatia por ambos os movimentos - ou, com o que chamava de "Individualismo", por movimentos em geral).
O’DONNELL, Anne Stewart. [1997]
C. F. A. Voysey: Architect, Designer, Individualist..
 CRONOLOGIA: 
  • 1857 - Nasce em Yorkshire, Inglaterra.

  • 1874 - Torna-se aprendiz do arquiteto J.P. Seddon.

  • 1882 - Monta seu próprio estúdio em Westminster.

  • 1883 - Desenha papéis de parede para a Jeffrey & Co., por indicação de seu amigo A. H. Mackmurdo.

  • 1884 - Junta-se à Art Workers Guild.

  • 1888 - Expõe seus trabalhos com tecidos e papéis de parede na exposição inaugural da Arts and Crafts Exhibition Society, na New Gallery.

  • 1893 - Começa a desenhar papéis de parede para a Essex & Co.

  • 1896 - É construída a Annesley Lodge, em Hampstead, Londres; projetada por Voysey.

  • 1900 - Conclui The Orchard, sua própria casa em Chorley Wood, Hertfordshire.

  • 1915 - Publica Individuality na revista The Studio e na Dekorative Kunst, da Alemanha.

  • 1924 - Torna-se mestre da Master of the Art-Workers Guild.

  • 1940 - Recebe uma medalha de ouro do Royal Institute of British Architects.

  • 1941 - Morre em Winchester, Inglaterra.

POWOLNY, Michael
(Michael Powolny)

 1871 - 1954
 CRONOLOGIA: 
  • 1871 - Nasce em Judenburgo, na Áustria.

  • 1885 - Recebe treinamento e ajuda seu pai com os negócios, durante os quatro anos seguintes.

  • 1890 - Dá continuidade ao aprendizado iniciado com o pai, na firma Sommerhuber, em Steyr.

  • 1891 - Leciona na Fachschule für Tonindustrie (Escola para Indústria Oleira) em Viena, até 1894.

  • 1894 - Estuda na Kunstgewerbeschule (Escola Vienense de Artes Aplicadas).

  • 1903 - Trabalha como assistente do escultor Franz Metzner, até 1906.

  • 1906 - Funda a Wiener Keramik (Cerâmicas Vieneses), com Bertold Löffler.

  • 1907 - Alia-se ao Wiener Werkstätte, que fica responsável pela distribuição do material da Wiener Keramilk.

  • 1909 - Torna-se professor da Kunstgewerbeschule (Escola Vienense de Artes Aplicadas), onde trabalha até 1936.

  • 1910 - Projeta artigos de vidro da J.& L. Lobmeyr, produzidos por Loetz.

  • 1913 - A Wiener Keramik associa-se com a United Viennese and Gmundner Potterware Production Schleiss Company.

  • 1951 - É condecorado com a Medalha de Honra da capital austríaca, Viena.

  • 1954 - Morre em Viena, aos 82 anos.

  ÍCONE DO MOVIMENTO:
  PERSONAGENS RELACIONADOS:
  1. Hilda Jesser

MAZZUCOTELLI, Alessandro
(Alessandro Mazzucotelli)

 “Dal Settecento non s’era veduta in Italia tanta grazia nella rappresentazione del vero con il ferro battuto”. Ugo Ojetti
 CRONOLOGIA: 
  • 1865 - Nasce, no dia 30 de setembro, na cidade de Lodi, Lombardia, Itália.

  • 1883 - Abandona os estudos e se muda para Milão, onde começa a trabalhar no atelier do ferreiro Defendente Oriani (que assume em 1981).

  • 1902 - Expõe peças na Esposizione Internazionale d'Arte Decortativa Moderna em Turim, ganhando fama internacional. Funda, no mesmo ano, a Mazzucotelli, Engelmann & Co, onde trabalha até 1908.

  • 1903 - Começa a lecionar na escola de artesanato da Societá Umanitaria, em Milão.

  • 1910 - Mostra suas obras, com êxito, na Exposition Universelle et Internationale de Bruxelas.

  • 1922 - Assume a direção da Scuola Superiore di Arte Applicate di Monza, Milão.

  • 1925 - Apresenta-se na Exposition Internationale des Arts Décoratifs et Industriels Modernes, em Paris.

  • 1938 - Morre no dia 29 de janeiro, em Milão.

  ÍCONE DO MOVIMENTO:
  PERSONAGENS RELACIONADOS:
  1. Ettore de Maria Bergler

TSCHUMI, Bernard
(Bernard Tschumi)

 
 CRONOLOGIA: 
  • 1944 - Nasce em Lausanne, Suíça.

  • 1969 - Forma-se em Arquitetura na ETH Zürich (Instituto Federal de Tecnologia da Suíça).

FRONZONI, AG
(Angiolo Giuseppe Fronzoni)

 
 CRONOLOGIA: 
  • 1923 - Nasce em Pistoia, Itália

  • 2002 - Morre em Milão, Itália, aos 78 anos

MCNAIR, James Herbert
(James Herbert Mcnair)

 1868 - 1955
 CRONOLOGIA: 
  • 1868 - Nasce em Glasgow, na Escócia.

  • 1888 - Entre 1888 e 1895 recebe treinamento em Arquitetura na firma Honeyman & Keppie, onde conhece Charles Rennie MacKintosh, de quem se torna amigo.

  • 1895 - Tem posters, trabalhos de arte decorativa e de mobiliário expostos no Salon de l’Art Nouveau, em Paris.

  • 1898 - Nomeado professor de Design na School of Architecture and Applied Art, em Liverpool.

  • 1899 - Casa-se com Frances MacDonald, que vai viver com ele em Liverpool.

  • 1902 - Projeta o Writing Room para o pavilhão escocês da Esposizione Internazionale d’Arte Decorativa Moderna, em Turim.

  • 1902 - Tem o projeto do interior de sua casa em Liverpool publicado na The Studio Magazine.

  • 1905 - Com o fechamento da Escola de Arquitetura e Artes Aplicadas, e com a perda da fortuna familiar, encontra-se em apuros. Sua obra começa a declinar.

  • 1909 - Volta para Glasgow onde enfrenta dificuldades para encontrar emprego.

  • 1911 - Aos poucos, vai parando de produzir: não se conhece nenhum de seus trabalhos após esta data.

  • 1921 - Abalado com a morte da esposa, Frances MacDonald, destrói a maior parte das obras dela, bem como as suas e se muda para a cidade de Argyll, no oeste da Escócia.

  • 1955 - Morre, em Argyll, aos 86 anos.

RIEMERSCHMID, Richard
(Richard Riemerschmid)

 Em Arquitetura, era um clássico. Mas sua obra de design oscilava do mobiliário Arts & Crafts à Cerâmica Art Nouveau passando por objetos produzidos mecanicamente com geometria proto-bauhausiana simples. Riemerschmid pode ser considerado um dos mais importantes designers alemães do século XX”.
BYARS, Mel. [1994]
The Design Encyclopedia.
London, Laurence King Publishing / New York, MoMA, 2004 .
 CRONOLOGIA: 
  • 1868 - Nasce em Munique, na Alemanha.

  • 1888 - Estuda na Akademie der Bildenden Künste, em Munique.

  • 1896 - Projeta sua própria casa em Pasing, Bavaria.

  • 1897 - Funda, junto com Peter Behrens e Hermann Obrist - entre outros -, a Münchner Vereinigte Werkstätten für Kunst im Handwerk.

  • 1900 - Participa da Exposição Universal de Paris, onde expõe um “quarto para os amantes de Arte”.

  • 1903 - Leciona na Escola de Arte em Nuremberg.

  • 1904 - Começa a projetar móveis para produção em série.

  • 1907 - Funda a Deutscher Werkbund, junto com Behrens, Mies van der Rohe, Gropius e outros.

  • 1913 - Nomeado Diretor da Kunstgewerbeschule (Escola de Artes Aplicadas), em Munique, posto que ocupará até 1924.

  • 1926 - Nomeado Diretor da Kölner Werkschulen, posto que ocupará até 1931.

  • 1957 - Morre aos 88 anos.

PUIG, Josep
(Josep Puig i Cadafalch)

 Os arquitetos catalãos do início do século XX (...) projetaram uma série de edifícios que recriavam construções históricas dos países do norte europeu. (...) Todas essas construções não eram apenas produtos casuísticos do gosto historicista desses arquitetos de Barcelona, mas também uma declaração explícita da proximidade da cultura e da sociedade Catalã com a Europa – e em contraste com o resto da Espanha”.

LUNA-GARCIA, Antonio. “Just another coffee”. in:
CRONIN, A. & HETHERINGTON, K. [2008]
Consuming the Entrepreneurial City.
New York, Routledge.
 CRONOLOGIA: 
  • 1867 - Nasce em Mataró, Espanha.

  • 1891 - Termina seus estudos na Escuela Provincial de Arquitectura, de Barcelona e volta para Mataró para assumir o posto de Arquiteto Municipal.

  • 1896 - Deixa o posto de Arquiteto Municipal. Envolve-se progressivamente com a política Nacionalista Catalã de Enric Prat de la Riba.

  • 1897 - Torna-se professor de Hidráulica e de Resistência de Mateirais na Escuela Superior de Arquitectura. [Data aproximada]

  • 1898 - Projeta a Casa Amatller, em Barcelona.

  • 1900 - Além de dedicar-se à Cátedra e aos trabalhos de arquitetura (e estudos de Arqueologia) envolve-se progressivamente com a política, desempenhando diversos cargos no Governo.

  • 1905 - Projeta a Casa de les Puntxes, em Barcelona.

  • 1917 - Sucede Enric Prat de la Riba como Presidente do Governo Catalão. Desenvolve projetos de melhoria de museus, escolas, rodovias e agricultura.

  • 1921 - Termina a reforma do edifício Casa Pich i Pon, inspirado na obra do arquiteto americano Louis Sullivan.

  • 1923 - Destituído da Presidência do Governo Catalão pelo golpe militar de Primo de Rivera, passa a dedicar-se aos estudos de Arqueologia.

  • 1929 - Participa da Exposição Universal de Barcelona como arquiteto principal.

  • 1936 - Durante a Guerra Civil Espanhola exila-se em Paris, onde dá classes magistrais e consolida seu prestígio internacional.

  • 1940 - De volta à Espanha, vê-se proibido pelo novo regime de trabalhar como arquiteto.

  • 1942 - Torna-se Presidente do Institut d’Estudis Catalans, cargo que ocupará até sua morte.

  • 1956 - Morre em Barcelona aos 89 anos.

MALDONADO, Tomás
(Tomás Maldonado)

 
 CRONOLOGIA: 
  • 1922 - Nasce em Buenos Aires, Argentina.

  ÍCONE DO MOVIMENTO:
  REFERÊNCIAS DO CURSO:
  1. Hans Gugelot

  2. Max Bill

  3. Otl Aicher

WEBER, KEM
(Karl Emanuel Martin Weber)

 
 CRONOLOGIA: 
  • 1889 - Nasce em Berlin, Alemanha

  • 1924 - Se torna um cidadão americano ao fim da Primeira Guerra Mundial, após ter que permanecer nos EUA durante a mesma

  • 1963 - Morre aos 74 anos

Ooops!
Não encontramos resultados
com essa pesquisa.