Dicionário Aegis de Design

(Resultado para Josep Maria Jujol i Gibert e suas conexões)

  • Josep Maria Jujol i Gibert

    PersonagensAcessar
  • Modernismo Catalão

    MovimentosAcessar
  • Alexandre de Riquer i Ynglada

    PersonagensAcessar
  • Antoni Placid Gaudí i Cornet

    PersonagensAcessar
  • Gaspar Homar i Mezquida

    PersonagensAcessar
  • Josep Puig i Cadafalch

    PersonagensAcessar
  • Lluis Domènech i Montaner

    PersonagensAcessar
  • Enric Sagnier i Villavecchia

    PersonagensAcessar
  • Francesc Berenguer i Mestres

    PersonagensAcessar
  • Ildefons Cerdà i Sunyer

    PersonagensAcessar
  • Joan Rubió i Bellver

    PersonagensAcessar
  • Josep Fontserè i Mestre

    PersonagensAcessar
  • Josep Vilaseca i Casanovas

    PersonagensAcessar

JUJOL, Josep Maria
(Josep Maria Jujol i Gibert)

 Não fazíamos idéia de que (...) Jujol (...) tinha contribuído com tantos detalhes impressionantes de algumas obras-primas de Gaudi. (...) Jujol não foi um Gaudi menor. Foi um pequeno gigante ao lado de um grande gigante (...)!”

LIGTELIJN, Vincent & SAARISTE, Rein. [1996]
Josep M. Jujol.
010 Publishers, Rotterdam.
 CRONOLOGIA: 
  • 1879 - Nasce em Tarragona, Espanha.

  • 1888 - Muda-se com a família para Gracia, perto de Barcelona.

  • 1896 - Começa os estudos na Escola de Arquitetura de Barcelona.

  • 1903 - Trabalha junto com o arquiteto Josep Maria Font i Gumà, em Barcelona.

  • 1906 - Forma-se na Escola de Arquitetura de Barcelona e começa a trabalhar para Gaudí na fachada da Casa Battló.

  • 1907 - Trabalha na fachada da Casa Milà.

  • 1913 - Constrói a Torre de la Creu, em Sant Joan Despí.

  • 1924 - Torna-se professor da Escola de Traball de Barcelona.

  • 1926 - Nomeado arquiteto da cidade de Sant Joan Despí.

  • 1949 - Morre, aos 69 anos, em Barcelona.

Modernismo Catalão
(Modernismo Catalão)

RIQUER, Alexandre
(Alexandre de Riquer i Ynglada)

 Desde pelo menos 1894 Alexandre de Riquer introduziu e praticou [na Catalunha] uma variante do Art Nouveau inspirada diretamente por fontes Britânicas - sobretudo (...) por William Morris, Burne-Jones e pelo legado que estes deixaram nas artes gráficas e decorativas. (...) [No entanto, a arte de Riquer] sofreu modificações estilísticas a partir de 1894. Ele passou a adotar uma mescla de Gótico com Japonismo também características do Art Nouveau. Utilizava linhas circundando superfícies chapadas e sutis harmonizações de cores que emprestavam às suas composições uma sensação antirrealista consoante com as temáticas simbolistas de sua imaginação”.
TRENC Ballester, Eliseu & YATES, Alan. [1988]
Alexandre de Riquer: The British Connection in Catalan Modernisme.
The Anglo Catalan Society..
 CRONOLOGIA: 
  • 1856 - Nasce na cidade de Calaf, província de La Segarra, Espanha, filho de família nobre, o sétimo Conde da Casa de Dávalos.

  • 1864 - Inicia seus estudos na Escola Jesuíta de Manresa.

  • 1869 - Com o exílio de seu pai – que apoiou a facção carlista derrotada na Revolução de 1868 -, seguiu para Béziers, na França, onde continuou seus estudos no Colégio Imaculada Conceição.

  • 1873 - Ingressa na Escola de Belas Artes de Toulouse, França, onde se inicia nas pinturas figurativas.

  • 1874 - Retorna a Barcelona onde ingressa na Escola de Belas Artes de Llotja.

  • 1879 - Viaja pela Europa – Itália, França e Inglaterra -, para consolidar seus conhecimentos artísticos. Entra em contato com o Arts & Crafts e com o Movimento Estético.

  • 1882 - Abre um atelier no sobrado da Patisserie Mallorquina, em Barcelona.

  • 1888 - Colabora com Lluís Domènech na Exposição de 1888 e com Antoni Gaudí no Palau Guëll.

  • 1889 - Visita a Feira de Paris e é influenciado pelas obras da Irmandade Pré-Rafaelita lá expostas e pelo movimento simbolista.

  • 1890 - Faz sua primeira exposição na Sala Parés, tendo os pássaros como objeto. A exposição é um tremendo sucesso.

  • 1896 - Cria aquele que é considerado o primeiro pôster do Art Nouveau Catalão para a Exposição de Artes e Indústria.

  • 1900 - Funda (e torna-se diretor artístico) do Jornal Joventut.

  • 1914 - Faz uma série de exposições com suas obras em diversas casas de prestígio.

  • 1919 - Encarregado pelo Círculo Eqüestre de Barcelona para ilustrar um livro em homenagem a um de seus presidentes, não consegue completar o trabalho.

  • 1920 - Morre aos 64 anos, em Palma de Mallorca, Espanha.

GAUDÍ, Antoni
(Antoni Placid Gaudí i Cornet)

ATUAÇÕES: Arquiteta(o), Designer
 As formas orgânicas e originais do Templo da Sagrada Família, que lembram um castelo de pingos de areia, são totalmente desvinculadas das influências da arte de sua época. Certa vez, (...) encontrei-me com um grupo de turistas franceses que, munidos de seu peculiar espírito cartesiano, não paravam de reclamar: 'Mas será que este arquiteto não tinha régua?'"
MARTINELL Brunet, Cesar. [2007]
Conversas com Gaudí.
São Paulo, Editora Perspectiva.
 CRONOLOGIA: 
  • 1852 - Nasce na cidade de Reu, Espanha.

  • 1868 - Muda-se para Barcelona, onde estuda na Escola Provincial de Arquitetura.

  • 1878 - Conhece Eusebi Güell, com quem trabalharia a maior parte de sua vida.

  • 1878 - Apresenta seu projeto de casas para operários da Cooperativa Matarorense na Exposição Internacional de Paris, ganhando muita projeção.

  • 1883 - Passa a integrar a equipe daquele que será seu mais importante projeto, iniciado por seu professor Francisco de Paula del Villar: a Sagrada Família.

  • 1888 - Participa da Exposição Universal de Barcelona.

  • 1900 - Recebe o prêmio de Prédio do Ano pela Casa Calvet, um de seus projetos menos extravagantes.

  • 1900 - Começa a construção do Parque Güell.

  • 1904 - Inicia o trabalho de reforma da Casa Batlló.

  • 1910 - Termina a construção da Casa Millà.

  • 1910 - Com a perda de familiares e amigos, dedica-se completamente à construção da Sagrada Família.

  • 1926 - Morre atropelado por um bonde, em Barcelona, aos 73 anos.

HOMAR, Gaspar
(Gaspar Homar i Mezquida)

 Nos últimos anos de sua vida, quando o Modernismo [Catalão] já era um movimento proscrito, Gaspar Homar lamentava sua falta de reconhecimento público. Até mesmo sua morte (...) passou completamente despercebida. (...) [N]ão encontramos sequer uma nota necrológica nos diários e revistas da época. (...) Josep Garrut e Enriqueta Ramon, sua filha, ainda se lembram das lamúrias do artista e de sua depressão por não ser compreendido. (...) Seu reconhecimento foi póstumo”.
FONDEVILA, Mariàngels. [1998]
Gaspar Homar: Moblista i dissenyador del modernisme.
Museu Nacional D’Art de Catalunya.
 CRONOLOGIA: 
  • 1870 - Nasce Gaspar Homar Mesquida, em Palma de Mallorca.

  • 1883 - Muda-se com sua família para Barcelona.

  • 1884 - Aos 13 anos Gaspar começa a trabalhar no “Tallers d’Indústries Artistiques” de Fransesc Vidal Jevellí.

  • 1891 - Desenha os móveis de sua própria casa com influencias góticas dos de Viollet-le-Duc.

  • 1893 - Decoração do palácio Montaner, e desenhos de mobiliário da casa Amatller sob a confiança de Puig i Cadalfach.

  • 1894 - Torna-se sócio do Centro de Artes Decorativas, que tinha o propósito de fomentar as indústrias artísticas e impulsionar o progresso da arte decorativa.

  • 1900 - Trabalha na decoração da farmácia Grau Iglada junto com Alexandre Riquer.

  • 1901 - É encarregado de mobilhar e decorar a casa Navàs, que era projeto de Lluís Domènech i Montaner.

  • 1907 - Recebe o prêmio “Grand Prix” na “International Exhibition Artistic Furniture and Home Decorations” feita no Palácio de Cristal em Paris.

  • 1910 - Cadeira de espaldar alto, baseado nos desenhos da escola de Glasgow.

  • 1915 - Projeto de móveis no estilo “Renacimiento” para o colecionador Ignasi Abadal. Finaliza sua etapa de criação modernista.

  • 1942 - Ultima colaboração com Josep Pey.

  • 1955 - Morre aos 84 anos, devido a uma broncopneumonia.

PUIG, Josep
(Josep Puig i Cadafalch)

 Os arquitetos catalãos do início do século XX (...) projetaram uma série de edifícios que recriavam construções históricas dos países do norte europeu. (...) Todas essas construções não eram apenas produtos casuísticos do gosto historicista desses arquitetos de Barcelona, mas também uma declaração explícita da proximidade da cultura e da sociedade Catalã com a Europa – e em contraste com o resto da Espanha”.

LUNA-GARCIA, Antonio. “Just another coffee”. in:
CRONIN, A. & HETHERINGTON, K. [2008]
Consuming the Entrepreneurial City.
New York, Routledge.
 CRONOLOGIA: 
  • 1867 - Nasce em Mataró, Espanha.

  • 1891 - Termina seus estudos na Escuela Provincial de Arquitectura, de Barcelona e volta para Mataró para assumir o posto de Arquiteto Municipal.

  • 1896 - Deixa o posto de Arquiteto Municipal. Envolve-se progressivamente com a política Nacionalista Catalã de Enric Prat de la Riba.

  • 1897 - Torna-se professor de Hidráulica e de Resistência de Mateirais na Escuela Superior de Arquitectura. [Data aproximada]

  • 1898 - Projeta a Casa Amatller, em Barcelona.

  • 1900 - Além de dedicar-se à Cátedra e aos trabalhos de arquitetura (e estudos de Arqueologia) envolve-se progressivamente com a política, desempenhando diversos cargos no Governo.

  • 1905 - Projeta a Casa de les Puntxes, em Barcelona.

  • 1917 - Sucede Enric Prat de la Riba como Presidente do Governo Catalão. Desenvolve projetos de melhoria de museus, escolas, rodovias e agricultura.

  • 1921 - Termina a reforma do edifício Casa Pich i Pon, inspirado na obra do arquiteto americano Louis Sullivan.

  • 1923 - Destituído da Presidência do Governo Catalão pelo golpe militar de Primo de Rivera, passa a dedicar-se aos estudos de Arqueologia.

  • 1929 - Participa da Exposição Universal de Barcelona como arquiteto principal.

  • 1936 - Durante a Guerra Civil Espanhola exila-se em Paris, onde dá classes magistrais e consolida seu prestígio internacional.

  • 1940 - De volta à Espanha, vê-se proibido pelo novo regime de trabalhar como arquiteto.

  • 1942 - Torna-se Presidente do Institut d’Estudis Catalans, cargo que ocupará até sua morte.

  • 1956 - Morre em Barcelona aos 89 anos.

DOMÈNECH, Lluis
(Lluis Domènech i Montaner)

 Gaudí (...) brilhou tão intensamente que os nomes de todos os outros arquitetos ficaram escondidos em sua sombra. É por isso que Domènech i Montaner, criador do Palácio da Música Catalã, em Barcelona – considerado por muitos o mais Catalão de todos os edifícios -, permaneceu relativamente desconhecido”.

SACK, Manfred & SUZUKI, Hisao. [1996]
Lluis Domenech i Montaner, Palau de la Musica Catalana, Barcelona.
Stuttgart, Axel Menges .
 CRONOLOGIA: 
  • 1850 - Nasce em Barcelona, Espanha.

  • 1873 - Termina seus estudos de Arquitetura em Barcelona.

  • 1875 - Nomeado Chefe de Composição e Projetos na Escola de Arquitetura de Barcelona

  • 1901 - Nomeado Decano da Escola de Arquitetura de Barcelona.

  • 1908 - Termina a construção do Palácio da Música Catalã, inspirado na arquitetura moura.

  • 1912 - Termina o Hospital de la Santa Creu i Sant Pau.

  • 1912 - Ganha, pela terceira e última vez, o prêmio de melhor prédio construído em Barcelona no ano.

  • 1923 - Morre, aos 73 anos, em Barcelona.

  • 1988 - Ganha destaque profissional na Exposição Universal de Barcelona.

SAGNIER, Enric
(Enric Sagnier i Villavecchia)

ATUAÇÃO: Arquiteta(o)
 
 CRONOLOGIA: 
  • 1858 - Nasce em Barcelona no dia 21 de Março;

  • 1882 - Forma-se na Escola Superior d'Arquitectura de Barcelona.

  • 1887 - Iniciada a construção do Palau de Justícia de Barcelona.

  • 1888 - Realiza o projeto do Pavilhão Lleó XIII para a Exposição Universal de Barcelona, mas este não chega a ser construído.

  • 1902 - Iniciada a construção do Temple Expiatori del Sagrat Cor no Tibidabo. Ele será finalizado antes de sua morte.

  • 1914 - Iniciada a construção da Caixa de Pensions de Barcelona.

  • 1920 - Sagnier é comissionado pela Caixa para projetar um anexo para o edifício.

  • 1929 - Sagnier é juri dos projetos da Exposição Universal de 1929 em Barcelona.

  • 1931 - Morre em Barcelona aos 73 anos, no dia 1 de Setembro.

  • 1961 - Terminada a construção do Temple Expiatori del Sagrat Cor por seu filho, Josep Maria Sagnier i Vidall.

BERENGUER, Francesc
(Francesc Berenguer i Mestres)

ATUAÇÃO: Arquiteta(o)
 
 CRONOLOGIA: 
  • 1866 - Nasce em Reines, no dia 21 de Julho. Seu pai é professor da Escola de Reines e Gaudi é um de seus alunos.

  • 1881 - Conclui o ensino médio e muda-se com sua família para Barcelona para iniciar a faculdade de Arquitetura, como sonhava seu pai.

  • 1883 - Devido à sua facilidade para desenho e dificuldade para trabalhos mais técnicos, Berenguer é aprovado em apenas uma matéria nos dois primeiros anos de curso.

  • 1887 - Frente às dificuldades na faculdade, Gaudi, seu amigo de infância, oferece a Berenguer um trabalho em seu escritório e ele começa a exercer sem seu diploma.

  • 1888 - Abandona os estudos de arquitetura.

  • 1911 - Enfermo, Gaudi nomeia Berenguer homem de confiança e ele assume as funções de administração das obras da Sagrada Família e da Colonia Güell.

  • 1914 - Falece de uma Uremia em Fevereiro.

RUBIÓ, Joan
(Joan Rubió i Bellver)

ATUAÇÃO: Arquiteta(o)
 
 CRONOLOGIA: 
  • 1871 - Nasce em 24 de Abril em Reus.

  • 1886 - Conclui o ensino Médio e muda-se para Barcelona para se matricular na Escola d'Arquitectura. É muito influenciado pelo trabalho de seu irmão com Engenharia Civil.

  • 1893 - Obtém seu diploma aos 22 anos. Durante seus anos na Escola d'Arquitectura tem aulas com expoentes como Josep Vilaseca e Lluis Doménech i Montaner.

  • 1893 - Começa a trabalhar com Gaudi, tendo grande colaboração com os cálculos gráficos das estruturas.

  • 1899 - Trabalha com Gaudi na Casa Calvet, o primeiro projeto em que esteve envolvido.

  • 1906 - Começa a trabalhar com autonomia e colaborar em algumas obras com Gaudi.

  • 1912 - Projeta os edifícios da Escola Industrial de Barcelona.

  • 1916 - Publica uma série de 3 artigos no jornal La Veu de Catalunya criticando o modelo de educação acadêmico

  • 1923 - Começa a construção da ponte que unifica hoje o Palau de la Generalitat e a Casa dels Canoges, residência oficial do Presidente.

  • 1952 - Morre no dia 30 de Novembro.

FONTSERÈ, Josep
(Josep Fontserè i Mestre)

ATUAÇÃO: Arquiteta(o)
 
 CRONOLOGIA: 
  • 1829 - Nasce em Barcelona

  • 1853 - (Titulado)

  • 1870 - Ganha o concurso púlico para a construção do Parc de la Ciutadella.

  • 1874 - Construção da Font de la Cascada no Parc de la Ciutadella.

  • 1874 - Trabalha com Gaudi, que então era um jovem estudante, na construção do Dipòsit de les Agües.

  • 1875 - Construção do Café del Parc, que é mais tarde demolido para a edificação do Castell dels Tres Dragons para a Exposição Universal de 1888.

  • 1881 - Começa o plantio do Parc Samà, para o qual Fontserè seria mais tarde comissionado a construir por Salvador Samà i Torres.

  • 1883 - Construção do Umbráculo do Parc de la Ciutadella.

  • 1897 - Morre em Barcelona.

VILASECA, Josep
(Josep Vilaseca i Casanovas)

ATUAÇÃO: Arquiteta(o)
 
 CRONOLOGIA: 
  • 1848 - Nasce em Barecelona

  • 1873 - Forma-se em Arquitetura em Madrid e viaja junto com seu amigo Lluís Domènech para Alemanha, França, Suiça, Áustria e Itália para conhecer as tendências arquitetônicas.

  • 1874 - Torna-se professor na Escola d'Arquitectura de Barcelona.

  • 1879 - Projeta, junto com Francesc Vidal, o Atelier de Artes do mesmo.

  • 1885 - Projeta o Mausoléu da família Batlló, a Casa Pla e a Casa Bruno Cuadros, todos com clara influência Egípcia.

  • 1888 - Constrói o Arc de Triomf de Barcelona para a Exposição Universal de Barcelona de 1888.

  • 1910 - Morre em Barcelona.

Ooops!
Não encontramos resultados
com essa pesquisa.