DICIONÁRIO

REFERÊNCIAS

  • KLIMT, Gustav

  • KLIMT, Gustav

    Gustav Klimt (1862-1918)

    MOVIMENTOS RELACIONADOS

    ATUAÇÕES

    • Pintor(a)

    A obra de Klimt possui um equilíbrio e um diálogo único entre o refinamento sensível e decorativo e a morbidez de sua figuras, que pendem para o simbolismo. Os ornamentos aparentam ser simbólicos em diversos momentos, criando ritmos nos elementos de cinzas e pérolas pálidos e dourado e prata vívidos. A ornamentação foi o caminho escolhido pelo artista para criar uma atmosfera de sonho, onde as figuras não estão ligadas a nenhum tempo ou local, repleta de alegorias que estimulam a imaginação."

    CARMINI, Carolina
    © obvious magazine

    CRONOLOGIA

    • 1862 - Nasce Baumgarten, no território Austro-Húngaro .
    • 1876 - Dá início aos estudos de Pintura Arquitetônica na Vienna Kunstgewerbeschule
    • 1880 - Começa a receber juntamente com seu irmão, Ernst, e seu amigo, Franz Matxch, comissões para trabalharem e também para ajudar o professor deles a pintar murais para o Kunsthistorisches Museum, em Viena. O trio era denominado como "Companhia de Artistas".
    • 1886 - Decora o teto e as luminárias da escada do Burgtheater, em Viena.
    • 1888 - Projeta o Auditório do Antigo Burgtheater, em Viena.
    • 1893 - Decora o grande anfiteatro da Universidade de Viena.
    • 1894 - Pinta o quadro Portrait of a Lady.
    • 1897 - Se torna um dos fundadores da Secessão Vienense.
    • 1901 - Pinta o quadro Judith I, utilizando folhas de ouro. Esta pode ser considerada sua era de ouro.
    • 1904 - Colabora com artistas no Palais Stoclet, casa projetada por Josef Hoffmann para Adolphe Stoclet, onde pode ser considerado um dos maiores monumentos da era Art Nouveau.
    • 1908 - Realiza uma de suas obras mais famosas, O Beijo.
    • 1912 - Pinta o quadro Retrato de Adele Bloch-Bauer II. A mulher foi a esposa do insdustrialista Ferdinand Bloch-Bauer, o qual apoiava Klimt e patrocinava os trabalhos do artista.
    • 1915 - Produz a pintura Morte e Vita.
    • 1917 - Pouco antes de morrer, pinta o quadro Portrait of a Lady. A pintura representa uma mulher com quem Klimt teve um romance.
    • 1918 - Morre, em Viena.

    PERSONAGENS RELACIONADOS

    OBRAS

    Portrait of a Lady, 1917.

    Portrait of Adele Bloch-Bauer II, 1912.

    Pallas Athéna, 1898.

    Morte e Vita, 1915.

    A respeito da utilização das imagens leia o tópico Direitos de Propriedade Intelectual na página Termos de Uso.

  • Secessão Vienense

  • Secessão Vienense

    Joseph Maria Olbrich
    Salão da Secessão, 1897.

    MOVIMENTOS RELACIONADOS

    Nossas visões culminam no reconhecimento da necessidade de deixar a vida artística em Viena mais conectada com o desenvolvimento da arte no exterior, e deixar as exibições em um nível puramente artístico, livre de quaisquer considerações comerciais; despertando assim de maneira mais ampla uma visualização mais moderna e pura da arte; e finalmente, de aumentar o interesse pela arte politicamente.”

    KLIMT, Gustav.

    OBRAS

    Gustav Klimt
    Adele Bloch-Bauer I, 1907.

    Otto Wagner
    Estação Karlsplatz, em Viena; 1894-1899.

    Gustav Klimt
    Schubert ao Piano, 1899. (Destruído em 1945)

    Joseph Maria Olbrich
    Loja de Departamento, em Dusseldorf.

    A respeito da utilização das imagens leia o tópico Direitos de Propriedade Intelectual na página Termos de Uso.

  • HOFFMANN, Josef Franz Maria

  • HOFFMANN, Josef Franz Maria

    Josef Hoffmann (1870 - 1956)

    MOVIMENTOS RELACIONADOS

    ATUAÇÕES

    • Arquiteto
    • Designer de Jóias
    • Designer de Produto
    • Designer Têxtil

    É difícil para mim escrever sobre Josef Hoffmann, posto que me oponho em absoluto à direção que vem sendo tomada hoje pelos artistas mais jovens, e não apenas em Viena. A tradição para mim é tudo – a imaginação sem freio fica em segundo lugar. Aqui [no entanto] temos um artista dono de uma imaginação grandiosa, capaz de atacar as antigas tradições, e até mesmo eu sou forçado a admitir que com êxito.

    Adolph Loos, 1898

    CRONOLOGIA

    • 1870 - Nasce em uma família de classe média na cidade de Pirnitz, Morávia (atual República Tcheca).
    • 1887 - Vence a resistência do pai, que preferiria vê-lo advogado, e obtém permissão para estudar Arquitetura na Höhere Staatsgewerbeschule (espécie de escola técnica) de Brünn. Gradua-se na instituição no ano de 1891.
    • 1892 - É admitido como aluno pela Akademie der bildenden Künste [Academia de Belas Artes de Viena], onde dá continuidade a seu treinamento. Frequenta as aulas de Karl von Hasenauer, expoente da arquitetura historicista, e Otto Wagner, que viria a ser um dos maiores influenciadores de sua obra.
    • 1895 - Funda — com Koloman Moser, Joseph Maria Olbrich e Carl Otto Czeschka, entre outros — o Siebner Club [Clube dos Sete], embrião do que viria a ser a Secessão Vienense. Seus membros reuniam-se para discutir tendências na arquitetura e na arte. No mesmo ano, o projeto de graduação de Hoffmann vence o Grand Prix, o que lhe possibilita permanecer por um período na Itália.
    • 1897 - Tendo retornado ao Império Austro-Húngaro, ingressa na firma arquitetônica de Otto Wagner e funda, em parceria com outros artistas, a Secessão de Viena. Figura central dentro do grupo, participa ativamente da publicação Ver Sacrum e como designer de exposições. Casa-se no ano seguinte com Anna Hladik, com quem teria um filho, Wolfgang.
    • 1899 - Aos 29 anos, assume como professor na Kunstgewerbeschule [Escola de Artes Aplicadas] de Viena. Até sua aposentadoria, em 1936, lecionaria nos departamentos de Arquitetura, Trabalhos em Metal, Esmaltaria e Artes Aplicadas.
    • 1900 - Tem lugar a Exposição Universal de Paris, para a qual Hoffmann projetara as salas da Kunstgewerbeschule e da Secessão Vienense. No mesmo ano viaja para o Reino Unido, onde conhece Charles Rennie Mackintosh e visita a guilda de Charles Ashbee. A importância desse contato direto com o Arts & Crafts se faria evidente na Wiener Werkstätte, estabelecida três anos depois.
    • 1903 - Fundação da Wiener Werkstätte, uma associação de caráter colaborativo entre artistas e artesãos. Financiada por Fritz Waerndorfer, e tendo por co-diretores artísticos Hoffmann e Koloman Moser, a empreitada tinha por objetivo conferir às artes decorativas o mesmo prestígio de que tradicionalmente gozavam as belas artes. O conceito da oficina prospera e expande-se com a fundação posterior da Deutscher Werkbund (1907) e da Österreichischer Werkbund (1912).
    • 1905 - Josef Hoffmann abandona a Secessão de Viena. Recém-inaugurado o edifício que projetara para abrigar o Sanatório Purkersdorf (1904), recebe a encomenda de um design para o Palais Stoclet, em Bruxelas, um dos marcos de sua carreira arquitetônica. Outros trabalhos importantes viriam a ser o interior da casa de shows avant-garde Cabaré Fledermaus (1907); a Casa Hochstetter (1907); a Villa Ast (1911); e a Villa Skywa-Primavesi (1916).
    • 1920's - Interessa-se especialmente pela construção de habitações populares, em meio à severa crise habitacional que se seguiu à Primeira Guerra Mundial. O maior desses projetos habitacionais, na Laxenburger Strasse, 94, seria inaugurado no ano de 1932.
    • 1932 - Debilitada após a Primeira Guerra e a Grande Depressão de 1929 — especialmente devastadora para Alemanha e Áustria —, a Wiener Werkstätte encerra suas atividades.
    • 1936 - Torna-se professor emérito na Akademie der bildenden Künste. No anos seguintes, participa da Exposição Internacional de Paris (1937) e projeta novos interiores para o Hotel Imperial em Viena. Depois da incorporação forçada da Áustria pela Alemanha Nazista, fica encarregado de adaptar a antiga Embaixada Alemã para uso como quartel general.
    • 1945 - Encerrada a Segunda Guerra Mundial, Hoffman volta a integrar a Secessão de Viena e atua como presidente da instituição por dois anos. Entre 1949 e 1953, projeta três complexos habitacionais de grandes dimensões, a serem alocados em Viena.
    • 1956 - Morre em seu apartamento em Viena, aos 85 anos.

    OBRAS

    Mansão Stoclet, 1911
    © Ministere de la Region de Bruxelles-Capitale

    Mansão Stoclet (interior), 1911

    Sanatório Purkersdorf, 1904

    Stitzmachine (Confeccionada para o Sanatório Purkersdorf), c. 1905

    A respeito da utilização das imagens leia o tópico Direitos de Propriedade Intelectual na página Termos de Uso.

  • OLBRICH, Joseph Maria

  • OLBRICH, Joseph Maria

    Josef Maria Olbrich

    Josef Olbrich em frente a sua casa em Darmstadt, 1901

    MOVIMENTOS RELACIONADOS

    ATUAÇÕES

    • Arquiteta(o)

    O colega de [Josef Maria] Olbrich, Josef Hoffmann, comentou que "Olbrich, uma verdadeira fonte de ideias e talvez de um romantismo demasiado, era um trabalhador colossal e criador incansável. Ele era obcecado pela música de [Richard] Wagner e teria adorado construir Valhalla. Era maravilhoso fantasiar com ele. Nenhuma tarefa era grande demais e não havia nada que ele não tentasse, ao menos na forma de um rascunho."

    KURDIOVSKY, Richard. [2005]
    In.: BRANDSTÄTTER, Christian (Ed). Vienna 1900: Art, Life and Culture.
    Nova York, The Vendome Press. p. 272.

    CRONOLOGIA

    • 1867 - Nasce no dia 22 de Dezembro em Troppau (Opava), então parte do império Austro-Húngaro e hoje território da República Tcheca. Frequenta uma escola local mas parte sem ter completado sua graduação.
    • 1882 - Matricula-se no departamento de construção civil da Staatsgewerbeschule (Escola Técnica Estatal) de Viena.
    • 1886 - Retorna a Troppau, onde trabalha para a firma de August Bartel.
    • 1890 - De volta a Viena, torna-se aluno da escola especial de arquitetura da Academia de Belas Artes, onde lecionava Carl von Hasenauer.
    • 1893 - Trabalha por alguns meses para o arquiteto vienense Otto Wagner, que assumira a cátedra de von Hasenauer.
    • 1894 - Vence o Prix de Roma, que custeia sua viagem de estudos à Itália. A viagem, entretanto, é logo interrompida: Wagner propõe a Olbrich que assuma como projetista chefe no planejamento e design da Stadtbahn (ferrovia) de Viena. Tendo aceitado a oferta de trabalho, retorna a Viena. Considera-se que várias das estações projetadas por Wagner podem ser coatribuídas a Olbrich, como o Hofpavillon em Schönbrunn e a estação Karlsplatz.
    • 1897 - Em parceria com um grupo de pintores, escultores e arquitetos, funda, no mês da Abril, a Secessão Vienense. A Secessão opunha-se à conservadora Künstlerhaus, associação artística oficial. Josef Olbrich viria a ser membro fundador também da Bund Deutscher Architekten [Associação de Arquitetos Alemães] (1903) e da Deutscher Werkbund (1907).
    • 1898 - Inauguração da sede da Secessão, projetada por Olbrich.
    • 1899 - Ernst Ludwig, grão-duque de Hessen, convida Josef Olbrich, Peter Behrens e outros artistas para formar uma colônia artística, assentada na colina de Mathildenhöhe, em Darmstadt. Olbrich desenvolve todos os edifícios da colônia, bem como o plano geral, o mobiliário, os jardins e a infraestrutura para as exibições. O foco arquitetônico ficaria por conta da casa de Ernst Ludwig, concluída no ano subsequente.
    • 1901 - Tem lugar na colônia a exibição Ein Dokument deutscher Kunst [Um documento da arte germânica], para a qual o arquiteto desenvolve uma série de estruturas temporárias. A mais interessante seria a galeria de pintura e escultura, cujo traçado dinâmico Olbrich revisitaria em sua entrada — vencedora do primeiro prêmio — para a competição pelo design da estação ferroviária de Basel, Suíça.
    • 1904 - Exibe seu trabalho na Louisiana Purchase Exposition, em St. Louis. Sua participação é um sucesso e atrai a atenção de vários arquitetos americanos, dentre os quais Frank Lloyd Wright.
    • 1906 - Período de apogeu do trabalho de Olbrich em Mathildenhöhe, com o design da Galeria de Exibições — blocada e formal, com tons classicistas — e da Torre Matrimonial, presente de casamento da cidade de Darmstadt para o grão-duque.
    • 1908 - Morre de leucemia no dia 8 de Agosto. Ele estivera trabalhando em duas importantes encomendas: a Casa Feinhals, em Cologne-Marienburg, e a loja de departamentos Tietz, em Düsseldorf, concluídas postumamente.

    OBRAS

    Estação Karlsplatz, 1898
    © Foto de Paul Barker Hemings, 2014

    Wiener Secessionsgebäude (Sede da Secessão Vienense), 1898

    Casa de Ernst Ludwig, 1901

    Torre Matrimonial, 1907

    A respeito da utilização das imagens leia o tópico Direitos de Propriedade Intelectual na página Termos de Uso.

  • WAGNER, Otto

  • WAGNER, Otto

    Otto Wagner (1841-1918)

    MOVIMENTOS RELACIONADOS

    ATUAÇÕES

    • Arquiteto
    • Designer de Móveis

    CRONOLOGIA

    • 1841 - Nasce em Penzing.
    • 1857 - Começa os estudos de Arquitetura aos 16 anos, no Instituto Politécnico de Viena.
    • 1860 - Ao terminar os estudos em Viena, vai a Berlim para estudar na Academia Real de Arquitetura, a Bauakademie. Lá ele é orientado por Carl Ferdinand Busse, um classicista, e retorna no ano seguinte para estudar na Academia de Belas Artes de Viena, tornando-se logo após um dos arquitetos da firma de Ludwig von Föster. Assim, descrevia seu estilo como "um tipo de Renascença livre".
    • 1868 - Seu projeto para a Sinagoga Ortodoxa na Rumbach Street, em Budapeste, é selecionado em uma competição.
    • 1874 - Começa a construir muitos edifícios em Viena.
    • 1880 - Passa também a, além de construir, financiar seus projetos. Dois anos depois, por exemplo, projeta um prédio luxuoso em Viena- próximo ao parlamento- unindo beleza e função dentro dele.
    • 1886 - Constroi a primeira Villa Wagner, projeto de uma casa de campo que fez para si, contendo detalhes inspirados no neoclássico inspirados por Palladio
    • 1894 - É nomeado como o conselheiro artístico do sistema do novo sistema de transporte de Viena, Stadtbahn, projetando pontes, viadutos e estações. Por causa da demanda, contrata mais setenta artistas e designers para ajudarem nos projetos, incluindo Joseph Maria Olbrich e Josef Hoffmann.
    • 1897 - Se associa à Secessão Vienense.
    • 1899 - Termina de construir seu projeto da estação Karlsplatz.
    • 1905 - Deixa a Secessão, publica novas edições do seu livro Modern Architecture e de mais três volumes: Sketches, Projects, Constructions.
    • 1910 - Torna-se Vice-Reitor da Academia de Belas Artes de Viena.
    • 1912 - Propõe a construção de um Museu Municipal em Viena para homenagear Franz-Joseph, imperador da Áustria. Entretanto, seu projeto foi interrompido por causa da 1ª Guerra Mundial, em 1914.
    • 1916 - Após vender sua primeira casa de campo em 1911, acaba vendendo a segunda, que havia sido construída em 1912 para sua esposa.
    • 1918 - Morre em Viena.

    OBRAS

    Vila Wagner I, 1886.

    Austrian Postal Savings Bank, 1912.

    Wagner Armchair, 1899.

    Interior e altar da Igreja de São Leopoldo, 1907.

    A respeito da utilização das imagens leia o tópico Direitos de Propriedade Intelectual na página Termos de Uso.

  • SCHIELE, Egon

  • SCHIELE, Egon

    Egon Schiele (1890-1918)

    MOVIMENTOS RELACIONADOS

    ATUAÇÕES

    • Pintor(a)

    CRONOLOGIA

    • 1890 - Nasce em Tulln an der Donau, na Áustria.
    • 1906 - Schiele ingressa na Kunstgewerbeschule, a Escola de Artes e Ofícios de Viena. Entretando, é mandado logo em seguida para a Akademie der Bildenden Künste, também em Viena.
    • 1907 - Torna-se próximo de Klimt, que começa a apoiar e comprar seus desenhos, e é apresentado à Wiener Werkstätte.
    • 1909 - É convidado por Klimt para exibir seu trabalho na Kunstschau., uma exibição onde também encontravam-se obras de Edvard Munch, Jan Toorop e Vincent van Gogh.
    • 1910 - Começa a experimentar um estilo mais específico, através do qual se torna ainda mais conhecido: o nudismo.
    • 1912 - Muda-se para Neulengbach, onde é preso por ser acusado de seduzir uma jovem ainda menor de idade. Decide ir para lá devido aos valores mais baixos para alocação do seu estúdio.
    • 1915 - Casa-se com Edith Harms, esperando que ainda viva seu romance com Wally, sua modelo. Entretanto, é deixado por ela, que não aceita a proposta e fica com Edith.
    • 1917 - Após o serviço militar, Schiele volta à Viena, onde exibe seus trabalhos na 49ª Secessão no ano seguinte.
    • 1918 - Morre em Viena.

    OBRAS

    Auto-retrato.

    Walburga Neuzil in Black Stockings, 1913.

    Old Mill (Alte Mühle), 1916.

    Stein an der Donau II, 1913.

    A respeito da utilização das imagens leia o tópico Direitos de Propriedade Intelectual na página Termos de Uso.